A ozonoterapia como tratamento complementar para o cancro

Antes de aprofundarmos este tema, importa deixar claro que a ozonoterapia nunca deve substituir qualquer outro tratamento oncológico. Antes pelo contrário, deve ser sempre utilizada como tratamento complementar. Partindo deste pressuposto, foi possível observar que a aplicação de gás de ozono sobre o corpo atrasa o crescimento de tumores.

Ozonoterapia e oncologia

Os estudos com ozono tiveram a sua origem em modelos animais de cancro nos anos 70. Atualmente, a ozonoterapia é aplicada como coadjuvante contra o cancro. Isto deve-se ao facto de ter sido provado que o ozono tem um efeito oxigenador nas células cancerígenas, atrasando assim o crescimento das neoplasias. Esta medicina alternativa tem como resultados:

  • O aumento do fluxo sanguíneo.
  • A oxigenação do tecido lesionado.
  • A regulação metabólica e a diminuição da acidose láctica.
  • O aumento do nível de antioxidantes.
  • A produção transitória de oxidação que afeta as células tumorais mas não as células saudáveis.
  • A diminuição dos processos inflamatórios.

De facto, há estudos realizados em doentes diagnosticados com cancro da mama tratados com ozonoterapia cujos resultados demonstram uma melhoria considerável em vários parâmetros imunológicos (imunomodulação do sistema imunitário). Se tivermos em conta que um dos fatores-chave do cancro é a inflamação causada pelos oxidantes, que favorece os processos oncológicos, pode dizer-se então que a aplicação de gás de ozono no corpo atenua a sua evolução.

Por conseguinte, conclui-se que a utilização da ozonoterapia é um complemento eficaz não só para reduzir os efeitos secundários dos tratamentos oncológicos como a quimioterapia e a radioterapia, mas também para melhorar a qualidade de vida dos pacientes através do reforço do seu sistema imunitário.

Prémio para o estudo sobre a utilização da ozonoterapia e do cancro

Neste sentido, o Hospital Universitário de Gran Canaria recebeu um prémio pelo estudo dos seus especialistas das Unidades de Investigação e Dor Crónica sobre os benefícios do ozono na gestão da toxicidade dos tratamentos do cancro.

Este estudo baseia-se principalmente nas provas científicas do tratamento do cancro com O3T. A investigação revelou que as células cancerosas humanas nos tumores da mama, pulmão e útero são inibidas pela terapia com O3T in vitro.

Em suma, embora ainda haja muita investigação a ser feita, pode-se dizer que o tratamento com ozono tem efeitos positivos na inibição das células tumorais dos pulmões, mama e útero.

Leave a comment

You must be logged in to post a comment.