Browsing articles from "May, 2023"

A saúde da mulher depois dos 50


Os efeitos do envelhecimento e os desequilíbrios hormonais originam problemas relacionados com o sistema circulatório (hipertensão arterial), problemas metabólicos (colesterol elevado, metabolismo lento e problemas de digestão, intolerância à glicose, queda de cabelo, secura vaginal, dores de cabeça, afrontamentos), problemas músculo-esqueléticos (osteoporose, artrite, perda de massa muscular), problemas de humor (ansiedade, depressão), problemas cognitivos (fadiga mental, esquecimento, défices de atenção e de aprendizagem) e os efeitos do stresse crónico (dificuldade em adormecer, falta de energia, sistema imunitário fraco). Sem esquecer que tudo isto tem um impacto psicológico que também pode ser significativo.

A importância de um multivitamínico
Um bom multivitamínico desenvolvido especificamente para as mulheres pode melhorar a função cognitiva, o humor e reduzir a fadiga mental, apoiar o metabolismo energético normal e participar no bom funcionamento do sistema nervoso e deve incluir, entre outros, os seguintes nutrientes:

Ginseng siberiano (E. senticosus).
Ginseng siberiano (E. senticosus). É utilizado de forma tradicional há muito tempo e a investigação moderna apoia a sua utilização historicamente popular como tónico e estimulante suave para melhorar a energia e a adaptação ao stresse diário e pode ajudar a reduzir o ritmo cardíaco e a pressão sanguínea induzidos pelo stresse, em particular nas mulheres.


Arando vermelho (Oxycoccus spp) e Flor de Hibisco (Hibiscus rosa sinensis).
São excelentes antioxidantes com propriedades antibacterianas que contribuem para um trato urinário saudável. Estudos clínicos indicam que o uso regular de arando tem um efeito protetor ligeiro contra o desenvolvimento de infeções do trato urinário.

Ácido fólico.
O consumo de quantidades diárias adequadas pode melhorar os níveis sanguíneos de homocisteína, prevenindo um fator de risco para doenças relacionadas com a idade.

 Vitamina D3.
A deficiência é um problema generalizado e agrava a osteopenia, a osteoporose e as fraturas em adultos, tendo também sido associada a um risco acrescido de doenças relacionadas com o funcionamento inadequado do sistema imunitário.

Vitaminas B12 e B2.
A deficiência de vitamina B12 é mais comum com a idade e pode ter implicações para a saúde cognitiva e mental adequada. É aconselhável combiná-la com B2 para corrigir a sua carência.

A esta lista poderíamos acrescentar nutrientes e plantas como a Cavalinha (Equisetum arvense), a coenzima Q10, o beta-caroteno, o ferro, o magnésio, o manganês, o cobre, o crómio, o boro, o zinco, o iodo, a colina, o inositol, o selénio, o molibdénio, as vitaminas C, E e K, as vitaminas B1, B3 e B5, a colina, o inositol e a biotina.